• contato@coordenare.com.br
Beber café diariamente pode evitar volta do câncer de cólon, diz estudo

Canal: Novidades

Participantes da pesquisa apresentaram risco de morte por qualquer tipo de câncer reduzido em 33%.

Pesquisadores já haviam comprovado que a segunda mais consumida bebida do mundo pode prevenir Alzheimer, danos na retina, câncer de pele e até mesmo zumbido nos ouvidos. Recentemente, uma pesquisa realizada nos Estados Unidos mostrou que beber café diariamente pode reduzir também a recorrência do câncer de cólon e, assim, aumentar as chances de cura.

Todos os pacientes acompanhados neste estudo clínico foram tratados com cirurgia e quimioterapia de câncer colo-retal de grau III. Isto significa que as células cancerosas tinham invadido os gânglios próximos do tumor, mas não avançaram mais.

Pesquisadores do Centro de Câncer Dana-Farber de Boston (EUA) encontraram mais benefícios entre os pacientes que ingeriram quatro ou mais xícaras de café por dia — cerca de 460 miligramas de cafeína.

"Estes pacientes tiveram 42% menos probabilidade de volta do câncer do que aqueles que não tomaram café. Eles também apresentaram redução de 33% no risco de morrer de câncer ou de qualquer outra causa", indicou o estudo, publicado no Journal of Clinical Oncology.

Consumir duas a três xícaras de café por dia teve efeito protetor considerado modesto. O efeito foi praticamente nulo quando a ingestão foi de uma xícara ou menos por dia, explicaram os cientistas.
O levantamento foi feito com quase mil participantes, que responderam um questionário sobre sua dieta no começo do estudo, durante a quimioterapia e novamente um ano depois.

Charles Fuchs, um dos autores da pesquisa, disse que a maioria dos casos de recorrência do câncer ocorreu nos primeiros cinco anos depois do tratamento, o que é considerado raro de acontecer.

Para os pacientes com tumor de cólon grau III, o risco de recorrência é de 35%, sem levar em conta os efeitos da cafeína.

Segundo Fuchs, esse foi o primeiro estudo sobre os efeitos do café associados ao risco de recorrência de um câncer colo-retal.

Ele lembra que vários estudos recentes sugerem que o café poderia ter efeitos protetores contra várias formas de câncer e ainda reduzir o risco de desenvolver diabetes na idade adulta.

Os pesquisadores informaram que a análise mostra claramente que os efeitos protetores do café se devem completamente à cafeína e não a outros componentes, embora não tenham conseguido explicar o mecanismo. Assim, são necessários outros estudos para compreender como a cafeína atua nestes casos. (Fonte:http://zh.clicrbs.com.br